LEVANTEM-SE NOVAMENTE POVO GAÚCHO (A FORÇA E HONRA CORREM EM SUAS VEIAS) SOS RIO GRANDE DO SUL

SOS RIO GRANDE DO SUL (Ajude com qualquer valor)
https://sosenchentes.rs.gov.br/inicial

#sosriograndedosul
#riograndedosul
#nandopinheiro

Do que você tem reclamado? Você reclama que ta chovendo muito? Você reclama que está quente demais? Você reclama do trabalho que tem! Reclama das tarefas, das obrigações, dos filhos, do pai, da mãe, do irmão, da vida! Você reclama demais. E ai está você com seu iPhone na mão, com suas roupas de marca, deitado no sofá assistindo Netflix na sua TV de 70 polegadas, e com um carro do ano estacionado na garagem. Ta tudo perfeito, mas se acontecer uma coisa, um detalhe, você estraga todo resto, simplesmente porque você quer reclamar. Pare de olhar para a parede, e olhe para o mundo a sua volta. Tem coisas na nossa vida que a gente só descobre quanto valia depois que a gente perde. E quando a gente tem, a gente só reclama. Do que você tem reclamado?
No dia 29 de abril, O Rio Grande do Sul entrava no seu Primeiro alerta vermelho. Fortes chuvas, ventos e granizo. No dia 30 de abril veio as Primeiras mortes. Foram duas na cidade de Paverama, uma em Pantano Grande, uma em Encantado e uma em Santa Maria. Dezoito pessoas estavam desaparecidas naquele momento e 77 municípios eram considerados impactados pela água.
No dia 1° de maio: Calamidade pública! Já eram 114 municípios e mais de 19 mil pessoas afetadas. O Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade pública.
Nesse dia também foram contabilizadas mais cinco mortes, totalizando 10 óbitos.
2 de maio: Mais mortes Mais de 4.500 pessoas já estavam em abrigos em todo o Estado.
3 de maio: Mais da metade do Estado afetada já eram 265 municípios afetados, mais da metade do estado. Com tudo isso, as mortes chegaram a 39. Além disso, 68 pessoas estavam desaparecidas. 4 de maio: Mortes já superam as de 2023 Naquele momento, a estatística chegava a 55, com 74 desaparecidos. Além dos danos a casas e prédios, a infraestrutura pública também havia sido atingida. Em 4 de maio eram mais de 400 mil pontos sem energia elétrica e pelo menos 186 municípios sem sinal de internet e telefone. Mais de 1 milhão de casas estavam sem abastecimento de água. Então novamente eu te pergunto, do que você tem reclamado?
No dia 5 de maio: era ‘Cenário de guerra’. As autoridades locais registravam 78 óbitos e 175 feridos. Já eram 341 municípios afetados, ou mais de 840 mil pessoas.
6 de maio: Guaíba alcança 5,33 metros
7 de maio: 160 mil desabrigados
8 de maio: Nova frente fria
9 de maio: Fuga de Porto Alegre.
Mais de 1,7 milhão de pessoas afetadas, com centenas de relatos de famílias desesperadas e sem saber o que fazer diante da tragédia.
10 de maio e a perspectiva de mais chuvas. Cerca de 1,9 milhão de pessoas foram afetadas em 441 municípios, com 340 mil tendo que deixar suas casas e 71 mil alojadas em abrigos.
Do que você tem reclamado? Então agradeça a Deus porque você tem muito mais do que muita gente. Comece a olhar a sua volta e agradecer pelo que você tem. Se afaste da parede e comece a olhar sua vida como um todo. Pare de ser ingrato e comece a olhar aquilo que Deus já te deu. O dia que chove pra você o agricultor se alegra o campo. O dia que da sol pra você o vendedor de sorvetes pula de alegria. Aquilo que te incomoda pode ser uma benção na vida de alguém.

Seja grato todos os dias.
SOS RIO GRANDE DO SUL.

– Escrito por Lucas Andreli
– Narrado por Nando Pinheiro

APERTE O PLAY E ASSISTA O VÍDEO!

Precisa de Ajuda?